CIDADANIA ITALIANA

BENEFÍCIOS DO RECONHECIMENTO DA CIDADANIA ITALIANA

O direito à Cidadania Italiana abre novos horizontes a todos aqueles que têm a oportunidade de exercê-lo.

Vivemos a realidade de um crescente mercado mundial interligado, em vias de integração e em franca expansão, com várias alternativas e perspectivas a disposição no exterior. Portanto, os custos do processo para o reconhecimento da Cidadania Italiana podem ser comparados a um ótimo investimento, tanto para o interessado, bem como posteriormente para os seus sucessores, filhos, netos…

Basicamente, não há diferença entre a Cidadania reconhecida ao descendente e aquela dos que nasceram na Itália.

Os direitos derivados da Cidadania obtida não diferem em nada daqueles de que são titulares os italianos-natos. De fato, os direitos a saúde, educação, os benefícios sociais e previdenciários a que tem direito os cidadãos italianos são iguais, independentemente da origem da sua Cidadania.

Os italianos nascidos no exterior possuem os mesmos direitos daqueles nascidos na Itália. Não existem cidadãos de primeira e segunda categoria. Todos os cidadãos italianos são iguais perante a lei. Ainda, como a Itália pertence à Comunidade Europeia, o cidadão italiano não tem restrições para a locomoção, moradia, trabalho, estudos e negócios entre os países Europeus. Alem disso, o cidadão não sofre restrição quanto à sua permanência em outros países que não sejam europeus, como os Estados Unidos, Canadá e Japão, por exemplo.

Não se pode negar que o reconhecimento da Cidadania Italiana traz benefícios, facilidades e vantagens.

Ao tornar-se cidadão italiano, você poderá:

• Transmitir aos filhos e netos, independentemente do local de nascimento, a cidadania italiana com todos os direitos;

• Transmitir ao cônjuge a cidadania italiana com todos os direitos. O cônjuge interessado poderá solicitar o pedido de naturalização depois de dois anos se residindo na Itália na Prefeitura Italiana e depois de três anos se residindo no exterior, junto ao Consulado italiano;

• Trabalhar em todos os países membros da União Européia;

• Quem tem a cidadania italiana possui trânsito livre em qualquer país que faça parte da Comunidade Européia;

• Além da Comunidade Européia, o cidadão europeu tem facilidades para viajar sem visto para Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão. Ter a cidadania italiana elimina a necessidade de precisar passar por longos procedimentos nas alfândegas e consulados;

• Possuir a dupla cidadania italiana lhe dará o direito de se aposentar pela Europa, recebendo sua aposentadoria em euros;

• Participar nos concursos públicos italianos (universitários, municipais, das províncias e regionais);

• Estudar em Universidades da União Européia;

• Usufruir de bolsas de estudo oferecidas aos cidadãos italianos do Estado Italiano, de outros Estados ou de Organismos internacionais, Fundações, etc;

• Trabalhar como profissional liberal dentro da União Européia, tendo validado seu diploma;

• Participar de Concurso Diplomático, tendo validado seu diploma;

• Participar dos concursos Universitários Europeus e Italianos;

• Fazer pedido para emprego privado na Itália ou na União Européia;

• Votar nas eleições políticas, administrativas e referendarias, contanto que seja inscrito nas listas eleitorais de um município da República Italiana;

• O cidadão residente no exterior e que regressa temporariamente a Itália, tem direito a assistência sanitária gratuita provida pelo serviço sanitário nacional;

• Vale lembrar também que o serviço militar não é obrigatório na Itália e, portanto, você não precisará servir;

• O pagamento de impostos acontece apenas se você gerar renda, por exemplo, trabalhando na Itália com sua cidadania italiana;

 

• O voto não é obrigatório.

Fechar Menu